Você sabe o que é e como funciona a manutenção predial?

A manutenção predial consiste nos cuidados com a infraestrutura, recursos e instalações de um edifício, seja ele comercial ou residencial. Esse tipo de manutenção envolve inúmeras atividades, que vão desde garantir o funcionamento de sistemas elétricos e hidráulicos até a substituição de mobiliário de acordo com as necessidades de uma empresa.

Para entender mais sobre o assunto, confira o artigo que a Riccó Móveis preparou para você e veja a importância desse tipo de conservação e valorização de edifícios.

As categorias da manutenção predial

A manutenção predial pode ser dividida em quatro categorias, da prevenção à modernização. Em todos os níveis, esses serviços são indispensáveis para garantir as condições básicas de limpeza, conservação e segurança de um prédio.

Manutenção preventiva: fase realizada antes da necessidade de reparos, o que contribui para a conservação do prédio. Nesse processo, está inclusa a inspeção de instalações elétricas, hidráulicas, de gás, sistemas de prevenção de incêndios e de segurança e até de equipamentos.

Manutenção corretiva: correção de erros e desgastes em instalações e equipamentos, que podem ser previamente identificados na fase anterior — o que possibilita um melhor planejamento. Na categoria, ocorrem reparos e consertos na estrutura predial, em equipamentos, instalações ou troca de peça.

Manutenção preditiva: depois que é realizada a correção, a manutenção preditiva entra como um método de avaliação regular para garantir o funcionamento de toda a estrutura predial e seus componentes. Além de possibilitar a previsão da periodicidade da manutenção.

Modernização: consiste na troca ou ajuste de equipamentos e instalações tendo em vista a melhora no desempenho. Como, por exemplo, a troca de móveis e de computadores no meio corporativo, que contribuem para aumentar a produtividade dos colaboradores e melhorar a performance da empresa.

Importância desse tipo de manutenção

Em empresas, a manutenção predial é de responsabilidade da gestão de facilities. Logo, a área está totalmente relacionada ao controle orçamentário de uma companhia.

Isso porque deixar de efetuar esse serviço traz prejuízos financeiros, já que reparos emergenciais possuem custos mais elevados, aceleram os desgastes e prejudicam a conservação do edifício.

Além disso, a falta de manutenção preventiva é um risco para a saúde e segurança de funcionários e frequentadores do local, no caso de prédios comerciais e para os moradores, em edifícios residenciais.

Por outro lado, realizar corretamente esse cuidado traz vantagens, como:

  • economia;
  • menores necessidades de reparos emergenciais;
  • aumento de vida útil de equipamentos e instalações;
  • diminuição de riscos e acidentes;
  • possibilidade de prever manutenções, o que contribui para o planejamento financeiro;
  • redução na interrupção de atividades para manutenção.

Gostou das dicas? Para mais conteúdos como este, continue acessando o blog da Riccó!

SCROLL UP