Produtividade no home office: 7 dicas para aumentar a sua

Como melhorar a produtividade no home office

Quer você fosse o tipo de pessoa que sonhava em poder trabalhar de casa, quer você fosse a que tinha horror à possibilidade, a imposição do modelo advinda da necessidade de isolamento social pegou a todos de surpresa. Um dos assuntos que mais preocupa tanto colaboradores quanto gestores é o de como manter a produtividade no home office

Como ser mais produtivo trabalhando no ambiente domiciliar, com tantos estímulos e possibilidades de distração diferentes? Hoje vamos te dar sete dicas que vão te ajudar nessa missão.

1. Arrume-se normalmente para o trabalho

O que você faz em sua rotina de trabalho para o escritório? No mínimo, levanta da cama e se veste para sair. Então, em sua rotina de home office, levante da cama e se vista para trabalhar, da mesma maneira. Pode até ser que você possa optar por roupas mais confortáveis, mas nunca, nunca, nunca caia na tentação de trabalhar de pijama. 

Trabalhar de pijama afeta negativamente na sua produtividade no home office

Pode parecer pequeno, mas ficar de pijama atrapalha a sua produtividade no trabalho.

É extremamente prejudicial misturar funções de trabalho com seu espaço de descanso – e vice-versa. Não trabalhe de pijama e nem da cama com o notebook no colo. Se tudo se torna uma coisa só, tanto seus momentos de lazer serão prejudicados quanto a sua rotina profissional. 

Quando você se levanta de manhã e se arruma para trabalhar, o cérebro vira a chave e entende mais rápido que é o momento de ser produtivo. Além disso, sempre pode aparecer a possibilidade de uma reunião de emergência com câmeras ligadas. 

2. Estabeleça prazos e horários

Gestão de tempo é uma habilidade essencial. Se ela já faz diferença na vida pessoal, na vida profissional ela é de ouro. Trabalhando em casa, para não se perder entre as demandas domésticas e as demandas da empresa, é necessário estabelecer e manter padrões elevados de organização.

Mesmo que a empresa ofereça certa flexibilidade de horários nesse momento, crie o seu. Não deixe para sentir a cada dia o que vai funcionar. É claro que imprevistos acontecem, mas tente ter uma base fixa de horários e se guiar por ela. 

Se você se dispõe a estar presente para o trabalho das 8h às 18h e se sabe exatamente quando tem que entregar cada uma de suas demandas, consegue focar melhor nas atividades e, o que também é muito importante, sabe a hora de se desligar.

É comum conhecermos pessoas que glamourizam o “estar ocupado” e o “trabalhar até as 23h” todos os dias, mas qual está sendo a qualidade deste tempo gasto no trabalho? É muito mais produtivo definir seus horários e suas metas e se encaixar neles.

3. Separe ambientes e tarefas

Já falamos mais acima que a pior das hipóteses é trabalhar da cama. A melhor das hipóteses, é claro, é ter um escritório em casa com os móveis adequados. Sabemos também que nem sempre é possível, ainda mais quando a necessidade do trabalho em casa veio assim, de sopetão. 

De qualquer forma, a nossa principal dica é separar o ambiente de trabalho e o de descanso. A partir daí, fazer o possível para não misturar. Segundo a neurociência, para a criação de um hábito é importante a repetição e, portanto, o ideal é que você trabalhe todos os dias do mesmo lugar. Assim, o fato de se sentar naquele espaço já ajuda o seu cérebro a focar e se preparar para ser produtivo. 

Em relação às tarefas, é importante também estipular de forma clara o horário de cumprir as demandas do trabalho e o horário de cumprir as demandas de casa. Essa história de aproveitar para lavar a louça entre uma reunião e outra não é muito adequada. Para ajudar a condicionar seu cérebro aos momentos de produtividade, separe-os bem. 

4. Faça pausas

Nenhum cérebro consegue funcionar em foco absoluto durante todas as horas da jornada de trabalho. Para não se perder em meio à procrastinação, separe alguns momentos entre uma tarefa e outra para respirar, tomar um café ou consumir algum conteúdo que você gosta.

As pausas curtas são importantes para desanuviar a mente e prepará-la para focar de novo sem ultrapassar o limite da exaustão. Uma boa dica é utilizar o método Pomodoro. Sua proposta é a de que a cada 25 minutos totalmente focado, você tire 5 para espairecer. Faz muito mais sentido do que trabalhar por 30 minutos seguidos com a cabeça viajando, não é?

As pausas também são importantes para manter sua produtividade no home office

Como ser mais produtivo: as pausas também são importantes!

5. Mantenha a organização

A bagunça do ambiente externo reflete nas nossas capacidades de foco e produtividade. A neurocientista Sabine Kastner, da Universidade de Princeton, estudou que o córtex cerebral é sensível à desordem visual. 

Fica muito mais complicado estar mentalmente disponível para as demandas do dia se a sua mesa está cheia de papéis e canetas espalhados. Tente manter o ambiente organizado e ter à vista o mínimo possível. Menos é mais.

 

6. Esteja em contato com sua equipe

O trabalho em home office tende a ser bastante solitário, mas o contato (ainda que virtual) com as pessoas de sua equipe é muito importante! Trocar ideias com quem trabalha com você ajuda na definição de metas, no desenvolvimento dos projetos, no estímulo e, é claro, na produtividade.

Manter o contato com os colegas ajuda a aumentar a produtividade no home office

Manter contato com seus colegas faz parte das dicas de home office.

 

7. Tenha móveis adequados

Ergonomia é muito importante, não só para a produtividade, mas para a saúde do seu corpo. Vamos combinar: trabalhar por horas sentado na frente do computador já não é a opção mais saudável que existe. O ideal, portanto, é fazer isso da melhor maneira, se possível, com móveis adequados. 

A opção dos móveis por assinatura é excelente para esse período que exige tanta versatilidade. A Hub tem opções de cadeiras e mesas para home office, cuidadosamente desenvolvidas e certificadas, e faz a entrega e a devolução na sua residência, bem como toda a manutenção necessária. Conheça!

SCROLL UP