O home office e as mudanças na rotina

Home office, trabalhar sem precisar sair de casa, é um sonho que pouco a pouco tem se tornado realidade. O sistema conhecido como home office tem se difundido cada vez mais em países desenvolvidos e também tem conquistado seu espaço no Brasil.

Hoje, você vai saber mais sobre o crescimento dessa modalidade de trabalho no país, suas principais vantagens e o que é necessário para fazer home office sem perder a produtividade.

O cenário do home office no Brasil

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades e da International Telework Academy, cerca de 12 milhões de brasileiros trabalham de casa atualmente. O levantamento foi divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo, cuja reportagem também constatou que o trabalho remoto gera mais satisfação e menos processos trabalhistas.

A mesma matéria também trouxe uma pesquisa da SAP Consultores Associados, realizada com 200 companhias, mostrando que mais de 30% das empresas brasileiras já adotam o home office.

E os números não param por aí: outro levantamento, chamado Future Workforce Study, encomendado pela Dell e pela Intel e divulgado em novembro de 2016, descobriu que o povo brasileiro é o que mais trabalha remotamente.

Mais de 50% dos entrevistados revelaram que fazem atividades profissionais em casa em algum momento da semana. Em outros países, essa média é de 34%.

Para os trabalhadores corporativos brasileiros, os números são ainda mais expressivos: 55% aposta no home office como forma de exercer sua função.

As vantagens do trabalho remoto

Se essa tendência tem se sustentado e crescido ao longo dos anos, é porque é realmente vantajosa.

Redução de custos

Primeiramente, a economia: para quem empreende, montar o escritório em casa diminui os custos com insumos, como aluguel, energia elétrica, internet e tantas outras contas que comprometem o orçamento.

Economia de tempo

Outro ponto importante é o tempo poupado, já que não há a necessidade de se deslocar até o local de trabalho. Não só o tempo, o simples fato de evitar o estresse diário do trânsito em horários de pico já faz com que o indivíduo trabalhe mais descansado e disposto.

Flexibilidade, liberdade e responsabilidade

A flexibilidade de horários é mais um ponto positivo. Tendo um pouco mais de liberdade, cada um pode se adequar e trabalhar nos momentos em que é mais produtivo, de acordo com o seu relógio biológico. Porém com a responsabilidade de entregar o trabalho necessário.

Relacionamento familiar

Ao trabalhar em casa, o indivíduo fica mais próximo da família, consegue manter uma alimentação mais saudável e uma rotina de atividades físicas. Tudo isso contribui com a saúde e reflete diretamente na produtividade.

O que um bom home office tem?

O espaço de trabalho precisa ser montado em um local calmo e silencioso, de preferência que seja bem iluminado e arejado. A principais reclamações de quem trabalha em casa são: demanda de atenção da família e barulhos como máquina de lavar, campainha, reformas de vizinhos entre outros.

Para trabalhar em casa é necessário possuir boa infraestrutura, como espaço adequado, móveis, boa Internet e telefone. Além da empresa fornecer tecnologia apropriada para home offíce é fundamental investir em plataformas de colaboração e acesso a informação. Um dos motivos de reclamação é o acesso à documentos da empresa.

A Riccó conhecendo este mercado, suas linhas de móveis são flexível para atender estudantes, home office, escolas, hospitais, escritórios corporativos e muito mais. São 143 fazendo móveis e história.

A marca é especialista em móveis corporativos, pensados de acordo com os conceitos de conforto e ergonomia essenciais para preservar a saúde, além da qualidade de vida durante o trabalho. Conheça os produtos e monte um home office de sucesso!

SCROLL UP