Como criar uma ajuda de custo para home office na pandemia?

Ajuda de custo para home office através de notebook e mesa para trabalho.

Trocar o dia a dia no escritório pelo trabalho remoto foi uma das maiores mudanças enfrentadas por empresas e funcionários durante a pandemia do novo coronavírus. Tudo aconteceu rapidamente, em situação de urgência, trazendo uma nova realidade profissional para muitas pessoas em todo o mundo. 

Assim como em todas as mudanças, essa também trouxe muitas dúvidas. Uma delas é sobre a ajuda de custo para home office. Afinal, qual o papel dos empregadores neste momento? E quais são os direitos trabalhistas para o formato de home office?

Desde a compra ou o aluguel  de móveis para home office até as ocasiões de lazer, este é um momento que pede um olhar sensível e atento aos colaboradores. Por isso, neste artigo, iremos explicar como funciona a questão de custos e o que você pode fazer para ajudar o seu time. Continue a leitura e confira!

Por que ajudar funcionários neste momento? 

No começo da pandemia, a ideia de home office foi uma verdadeira preocupação para alguns colaboradores. Os motivos? Diversos, como a falta de equipamentos, internet ruim, inexistência de espaço para trabalho e até o ambiente familiar, muitos com crianças para cuidar enquanto trabalham. 

Não há como negar que essa mudança impactou a vida de muitas pessoas e fez com que empresas começassem a olhar além do óbvio.

Ajudar os funcionários, em primeiro lugar, pede por empatia e criatividade. 

Você pode começar por olhar o básico, como analisar se todos os funcionários têm as mesmas possibilidades e condições financeiras para se estabelecer corretamente no trabalho a distância.

Todos sabem que uma boa estrutura é sempre importante para manter a saúde e produtividade. Por isso, mostrar-se preocupado com a saúde mental e emocional também faz toda a diferença neste momento e deve estar incluso nas ações para auxiliar o seu time. 

Ajuda de custo para home office

Legislação

Como dissemos anteriormente, o reembolso de despesas de funcionários é sempre uma grande dúvida sobre o trabalho remoto. Portanto, vamos entender melhor o que diz a lei sobre isso.

A lei trabalhista propõe que o custo do trabalho nunca seja totalmente repassado ao empregado e, portanto, o empregador tem obrigação de custear as despesas do seu negócio (art. 2º da CLT). Ou seja, se o seu funcionário tem custos para exercer a função, a empresa deve ressarcir esse gasto.

Claro, há alguns custos que não podem ser mensurados, como a água e a luz. Mas você pode propor um acordo sobre internet (caso o seu funcionário necessite dela para trabalhar e não tenha em casa) e também pode pagar o telefone, se o seu colaborador necessitar dele para a função. 

Outro exemplo: se o seu funcionário trabalha no computador e, por um acaso, teve problemas com a máquina e precisa levá-la para arrumar, você pode se propor a ajudar com o pagamento do reparo. Afinal, o colaborador está utilizando o seu próprio equipamento para servir a empresa. 

Você pode optar por fazer o reembolso de despesas para funcionário ou dar a ajuda de custo. Não deixe de fazer um contrato com o seu colaborador para deixar esclarecido como irá funcionar essa questão financeira.

Apoio psicológico

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 33% da população brasileira possui algum tipo de problema de saúde mental. Entre as causas, as principais são estresse e depressão.

Pesquisa realizada pela Revista Brasileira de Saúde Ocupacional mostra que os transtornos de ansiedade são a segunda causa dos afastamentos de trabalho. Quando não tratados, esses transtornos podem gerar má qualidade de vida e uma deficiência no funcionamento do corpo.

Ainda de acordo com o estudo, situações e conflitos que acontecem mundialmente podem gerar mais episódios de ansiedade e estresse. 

Esses dados mostram a importância de oferecer a ajuda de custo para a saúde mental dos funcionários. Afinal, qualidade de vida e produtividade estão diretamente conectadas. 

Portanto, entre os gastos com home office, inclua cuidados com a saúde psicológica do seu time. Você pode fazer parceria com algum psicólogo para que atenda periodicamente os funcionários ou fechar com uma clínica e oferecer descontos para consultas. 

Se desejar algo a mais, que tal ser parceiro de um professor de yoga e proporcionar um momento de relaxamento a distância?

 

Mulher fazendo meditação

Estudos mostram que a meditação diminui a ansiedade, melhora depressão e dores crônicas.

Móveis 

Outro problema que esbarra em trabalhar de casa é a falta de equipamentos para home office. Nem todas as pessoas vão ter um escritório, bons computadores ou um espaço com harmonia e decoração de home office. 

Esse também é um detalhe que merece a sua preocupação, especialmente pelos problemas de ergonomia e situações de estresse que podem ser gerados pela falta de estrutura para home office. 

Faça uma lista de funcionários que precisam de auxílio e providencie tudo o que é necessário para o desempenho da função. Se alguém precisa de uma mesa ou cadeira temporariamente, você pode pensar em assinatura de móveis, um serviço em alta e que a Hub oferece.

Caso você deseja aproveitar a oportunidade para trocar os móveis do escritório, a Riccó tem diversas opções que oferecem qualidade e ergonomia. 

Happy hour virtual

Uma boa iniciativa para manter o seu time conectado e feliz é o happy hour virtual. Muitas empresas já estão aderindo a essa ideia como uma forma de cuidar da satisfação dos colaboradores e manter um contato mais forte. 

Mensalmente, você pode mandar uma cesta de refeições para a casa do seu funcionário ou enviar um cupom de algum aplicativo para pedir comida. 

Sem dúvidas, uma ação simples que faz a diferença!

Mulher comendo pizza e fazendo videochamada pelo celular.

O happy hour virtual é perfeito para manter a proximidade do time e promover momentos de lazer.

Gostou das inspirações deste artigo? Então, chegou o momento de criar de forma empática e criativa meios de oferecer ajuda de custo para home office. 

Aproveite e baixe o nosso e-book “O escritório após a Covid-19” e confira conteúdos sobre plano de migração, novos formatos de trabalho, safe design e outras informações essenciais para preparar o seu escritório!

SCROLL UP